12

Sep

08

Blip.fm e microcontos musicados

A rede social de música blip.fm é a grande sensação do momento entre meus contatos internéticos. Fui apresentado ao brinquedinho novo há poucos dias e me amarrei. Ao fazer uma busca por palavra-chave de canção ou autor/intérprete, a ferramenta toca a música e você pode comentá-la, criando sua própria “estação de rádio”. Também pode ouvir as seleções que seus contatos estão fazendo e elogiá-los com “props”, espécie de reconhecimentos positivos.

O Alexandre Coluna Extra Gonçalves, ligeiro que só, imaginou várias aplicações possíveis pra essa ferramenta que à primeira clicada parece um divertimento inútil (ah, como são deliciosos os divertimentos inúteis…). Hoje ele publicou mais uma idéia, sugerida pelo Diógenes Fischer. Aí compartilhei uma experiência que fiz nesta manhã: publicar microcontos musicados, em que as músicas têm vínculo com o conteúdo ou o clima da narrativa.

Alexandre foi adiante. Escreveu um p.s. sobre isso e testou o embed do blip.fm, publicando em seu blog um microconto meu musicado por Gilberto Gil – minha escolha da música foi por causa do “tempo” que tá na micronarrativa, mas veio a calhar, porque Gil tem tudo a ver com as idéias de copyleft, creative commons, combinações sinestéticas. Aí vai o meu teste, com mais um baiano (clique no play para ouvir).

(Repetindo a dica do Alexandre: para “pegar” o código embed de uma música é só clicar em “posted on…” – abaixo do nome da música. Será aberta uma página só com a música e com o código embed disponível.)

Bookmark and Share


3 Responses:

  1. Em 13/09/08, 15:25, Mani disse:

    Não conhecia isso. Obrigada pela dica!

  2. Em 13/09/08, 05:38, ricardo soares disse:

    dauro , sensacional o brinquedinho que vc sugeriu… hj no roxáo blog tem uma menção a vc e a um cara que vc adorava… aquele abraço

  3. Em 12/09/08, 19:25, alexandre gonçalves disse:

    Entra rede, sai rede e os blogs seguem conectando as pessoas. A roda não pára. :)))


Comentar: