Posts com a tag ‘frases’

06

Dec

11

Reflexão sobre ritmo e olhar

“Sempre houve mais no mundo do que o que os homens conseguiam ver, por mais devagar que andassem. E não enxergarão nem um pouco melhor a alta velocidade. …a um homem, se ele for um homem de verdade, não prejudica em nada ir devagar, pois sua glória não está de modo algum em ir, mas em ser”.

John Ruskin, desenhista inglês no século 19, citado por Alain de Botton em A Arte de Viajar.

Bookmark and Share


01

Nov

11

Sociedade condenada

Recebi do Fernando Evangelista e compartilho.

Frase da filósofa russo-americana Ayn Rand, fugitiva da revolução russa, que chegou aos Estados Unidos na metade da década de 20:

“Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada”.

Bookmark and Share


05

Jul

10

Stuff No One Told Me

Uma amostra do belo trabalho do ilustrador Alex Noriega, de Barcelona. Ele publica no blog Stuff No One Told Me (but I learned anyway).

[via twitter da @neiducca, que leu no blog Muito Legal]

Bookmark and Share


28

Jan

10

Frases sobre viagem

The 50 Most Inspiring Travel Quotes Of All Time – um link irresistível pra quem, como eu, adora viajar e colecionar frases inspiradas. Pincei estas cinco:

“Travel is fatal to prejudice, bigotry , and narrow-mindedness.” – Mark Twain

“A journey is like marriage. The certain way to be wrong is to think you control it.” – John Steinbeck

“One’s destination is never a place, but a new way of seeing things.” – Henry Miller

“Like all great travelers, I have seen more than I remember, and remember more than I have seen.” – Benjamin Disraeli

“All journeys have secret destinations of which the traveler is unaware.” – Martin Buber

[do site Brave New Traveler, via @Cacodepaula]

Bookmark and Share


06

Jul

09

Frase da vez, bastante atual


‘Blessed is the man who, having nothing to say, abstains from giving wordy evidence of the fact’.

George Eliot

Bookmark and Share


30

May

09

Zé Rodrix e a crítica aos especialistas medíocres

No blog do Ulysses, esbarrei neste belo depoimento de Lázaro Freire sobre o músico e compositor Zé Rodrix, que partiu há poucos dias. Trechinho:

(…)
O primo Zé, um generalista genial por definição, e que em muitos aspectos sempre foi um “pai” e exemplo para mim, fez um breve porém cirúrgico discurso a favor do generalismo inteligente que contrabalance e lance voz crítica a uma sociedade de especialistas medíocres. E me disse algo que JAMAIS esqueci, quase um pedido, um legado, que no dia soou para mim quase como uma daquelas frases que pais entregam para seus filhos no leito de morte:

“Primo, nunca se esqueça, esse discurso de ‘foco’ (numa atividade só) é para os medíocres. Nunca, nunca, nunca, mas nunca mesmo, permita que a mediocridade dos demais lhe roube NENHUM de seus talentos”
(…)

Bookmark and Share


08

Apr

09

Túnel do tempo: 13 de novembro de 2007

Um mergulho no baú pra marcar os cem anos do nascimento de John Fante.

À procura da frase perfeita

“Era fim de tarde quando acordei e acendi a luz. Eu me sentia melhor, menos cansado. Fui para a máquina e me sentei diante dela. Minha idéia era escrever uma frase, uma única frase perfeita. Se pudesse escrever uma frase boa, escreveria duas, e se pudesse escrever duas, escreveria três, e se pudesse escrever três, escreveria para sempre. Mas e se eu falhasse? E se eu tivesse perdido meu belo talento? (…) Tinha dezessete dólares na carteira. Dezessete dólares e o medo de escrever.”

Arturo Bandini em “Sonhos de Bunker Hill” (John Fante, 1983)

Bookmark and Share


10

Mar

09

Blog da vez: Wordboner

Cheguei ao Wordboner, blog de Peter Sebastian, por uma dica do Inagaki. Muito bom! Eu já tinha visto esses trabalhos antes em algum lugar, provavelmente sem crédito, que é a única coisa que o autor pede a quem quiser republicar suas frases e artes gráficas inspiradas.

Bookmark and Share


26

Feb

09

O caminho do dragão e o céu que nos protege

Neste carnaval vi pela primeira vez um filme de Bruce Lee: Way of the dragon, filmado em 1972, um ano antes de sua morte precoce aos 32. É uma comédia de ação que se passa em Roma – escrita, dirigida e protagonizada pelo próprio -, com roteiro tosco, mas belas coreografias de luta. Uma curiosidade é que o antagonista do filme é interpretado por Chuck Norris, que foi discípulo de Lee. A história desse ator, filósofo e lutador de artes marciais que se tornou um símbolo da cultura pop nos anos setenta é fascinante, como conta a Laura sobre a biografia dele, Bruce Lee – Definitivo (Marco Antonio Lopes, editora Conrad). Por exemplo, ele já foi exímio dançarino de cha-cha-cha.

Fui atrás de mais informações na Wikipedia e um link foi me levando a outro. Em 1993 o filho dele, o também ator Brandon Lee, morreu num acidente bizarro, atingido por um tiro que era pra ser de festim durante as filmagens de O corvo. Pouco antes de sua morte, Brandon Lee havia incluído no convite de seu casamento uma citação do escritor Paul Bowles (autor de The Sheltering Sky – O céu que nos protege, que foi adaptado pro cinema por Bertolucci). A citação está gravada no seu túmulo, o que levou muitos fãs a atribuírem-na ao ator:

“Because we don’t know when we will die, we get to think of life as an inexhaustible well. And yet everything happens only a certain number of times, and a very small number really. How many more times will you remember a certain afternoon of your childhood, an afternoon that is so deeply a part of your being that you can’t even conceive of your life without it? Perhaps four, or five times more? Perhaps not even that. How many more times will you watch the full moon rise? Perhaps twenty. And yet it all seems limitless…”

[Minha tradução fast-food:

Por não sabermos quando vamos morrer, tendemos a pensar na vida como um bem inesgotável. Mas cada coisa acontece apenas um certo número de vezes, na verdade um pequeno número. Quantas vezes mais você vai lembrar de uma certa tarde da sua infância, uma tarde que pertence tão profundamente ao seu ser que você não consegue conceber sua vida sem ela? Talvez quatro ou cinco vezes mais? Talvez nem mesmo isso. Quantas vezes mais você vai ver a lua cheia nascer? Talvez vinte. E ainda assim tudo parece sem limites…” ]

p.s.: Se este post tivesse trilha sonora, seria Um Índio, de Caetano.

Bookmark and Share


25

Feb

09

Frase da vez, hoje e sempre: wasted time

Esta aqui bem que podia ser um mantra pra mim. Peguei no blog zenhabits:

“The time you enjoy wasting is not wasted time.” – Bertrand Russell

Bookmark and Share